Digital clock

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Quase 40 mil pessoas morreram em construções em 2011

Incêndio em Santa Maria expõe falhas nas ambições do Brasil

Um incêndio que matou 231 pessoas na madrugada de domingo em uma boate de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, está levando muitos brasileiros a questionar se a cultura de impunidade e falta de fiscalização poderão impedir o país de alcançar suas ambições de primeiro mundo. Há uma década, o país é visto por economistas e investidores como um dos mais promissores mercados emergentes do mundo, o que contribuiu para que o Brasil elevasse sua presença comercial e diplomática e conseguisse sediar a Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíada de 2016, dois eventos para os quais a ordem e a segurança são cruciais. A presidente Dilma Rousseff, que chorou no necrotério improvisado que foi montado perto da boate incendiada, está preocupada em reafirmar a marcha do Brasil rumo ao mundo desenvolvido.

"Nosso país hoje tem não só reconhecimento internacional", disse ela em discurso no ano passado, mas também "a confiança e a crescente autoestima de que nós, brasileiros, podemos transformá-lo em uma nação desenvolvida".

Mas, para muitas pessoas que convivem com um cotidiano de cidades caóticas, estradas arruinadas e um interior sem-lei, esse amadurecimento do país parece irreal.

Enquanto digeriam os detalhes sobre o bloqueio na única saída da boate Kiss e outras irregularidades na segurança, muitos brasileiros começaram a apontar o dedo para parlamentares, órgãos reguladores e para o que críticos dizem ser uma cultura geral de adesão mínima às regras, sejam as leis de trânsito ou os códigos de construção civil.

"A causa dessas mortes não guarda nenhuma complexidade", disse o especialista em situações de risco e professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Moacyr Duarte. "Foram elementos simples.

Falhas de controles administrativos, falhas de fiscalização, falha de inspeção final, falha de planejamento do evento.

Este conjunto levou à tragédia." Brasileiros comuns ecoam esse sentimento.

"Existe aqui uma tolerância com o descumprimento das regras", disse a advogada Flavia Rodrigues, de 34 anos, moradora de Brasília.

"Essa tragédia poderia ter sido evitada se pelo menos houvesse cuidado suficiente."

É claro que acidentes não são um monopólio do Brasil. Há uma década, uma tragédia semelhante matou 100 pessoas numa boate dos Estados Unidos, e ela se repetiu no ano seguinte na Argentina, deixando 194 vítimas fatais.

Mas as mortes do domingo, atingindo principalmente estudantes universitários, contribuem para as sombrias estatísticas que fazem do Brasil um país particularmente perigoso, mesmo quando comparado a outras nações latino-americanas. Durante a recente década de crescimento econômico, que levou a um "boom" da construção civil, sindicatos e ativistas de direitos humanos criticaram o governo e as construtoras por uma disparada nas mortes e acidentes em canteiros de obras com pouca regulamentação.

Quase 40 mil pessoas morreram em construções em 2011, segundo dados do governo. Em 2009, foram 35 mil.

A situação é dramática também nas movimentadas e mal conservadas estradas brasileiras. O país tem uma média superior a 18 mortes anuais em acidentes de trânsito por 100 mil habitantes, contra apenas cerca de 10 em países de alta renda, segundo um relatório do Banco Interamericano de Desenvolvimento.

Na Argentina, na Colômbia e no Chile a média gira em torno de 13 mortes por 100 mil habitantes. Mais perturbadores ainda são as taxas de homicídio.

Segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), o Brasil registrou em 21,7 crimes desse tipo a cada 100 mil habitantes em 2009.

Embora isso esteja abaixo do índice verificado em alguns países latino-americanos com graves conflitos sociais, a cifra é várias vezes superior às de Rússia (11,2), Índia (3,4) e China (1,0), outras economias emergentes às quais o Brasil costuma ser comparado.

Após uma recente onda de violência em São Paulo, resultado de uma guerra entre quadrilhas e a polícia na maior cidade brasileira, 91 por cento dos entrevistados em uma recente pesquisa do Ibope dizem se sentir inseguros.

CULTURA DA IMPUNIDADE

Para piorar as coisas, os homicídios, como muitos outros crimes num país onde o Judiciário é notoriamente lento, costumam ficar impunes. Um relatório de 2012 do Ministério Público Federal mostrou que apenas 8 por cento dos homicídios no Brasil são solucionados, enquanto essa cifra chega a 65 por cento nos Estados Unidos e a 90 por cento na Grã-Bretanha. Esse dado ampara a ampla sensação de que é possível escapar da Justiça mesmo em casos que resultam em mortes.

"Há uma cultura geral de impunidade", disse o sociólogo Julio Jacobo Waiselfiz, autor de um "Mapa da Violência" que compila anualmente estatísticas da criminalidade no país.

"Isso significa que os homicidas se livram, que as estradas não são consertadas, e que as regras e a fiscalização ainda não acompanham a promessa de crescimento econômico."

Nesta segunda-feira, esse debate assumiu papel central nas discussões da imprensa brasileira, de governos locais e até de autoridades estrangeiras.

"Em São Paulo, prefeitura não tem estrutura para fiscalizar eventos", dizia um título do jornal Folha de S.Paulo nesta segunda-feira, citando o relatório de uma CPI da Câmara Municipal.

O governo paulista divulgou nota destacando o treinamento dos bombeiros locais para operações de busca e resgate.

NA COPA

Em visita a Brasília nesta segunda-feira, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, rejeitou rumores de que a tragédia de Santa Maria tenha ampliado as preocupações com a segurança nos estádios da Copa.

O incêndio, disse ele a jornalistas, "não teve nada a ver com o futebol, nada a ver com os estádios".

Ele acrescentou que as regras de segurança rotineiras para as Copas permitem que "possamos esvaziar os estádios em menos de alguns minutos."

A população certamente espera que sim. Muitos se lembram do desabamento parcial do estádio da Fonte Nova (Salvador), um dos futuros palcos da Copa, ocorrido em 2007 por causa dos saltos dos torcedores.

Sete pessoas morreram e várias ficaram feridas. Também está vivo na memória o desabamento de três prédios altos no centro do Rio, no ano passado, que causou cinco mortes.

Em carta ao jornal O Globo, um engenheiro geotécnico recentemente alertou que os temporais de verão podem causar uma repetição das enchentes e deslizamentos que mataram mais de 900 pessoas na serra fluminense em 2011.

Embora os governos estadual e federal tenham investido em tecnologias para avisar os moradores sobre a chegada de chuvas fortes, esse engenheiro observou que poucas providências foram tomadas para evitar que as pessoas continuassem morando em áreas de risco, ou mesmo que construíssem novas casas nesses locais de encostas.

"Não há nada de natural nesses desastres", escreveu o engenheiro Alberto Sayão. "O país não pode mais arcar com a impunidade causada pela leniência, a omissão e a incompetência das autoridades."

Por Paulo Prada e Peter Murphy
(Reportagem adicional de Eduardo Simões, em São Paulo)
Fonte: http://noticias.bol.uol.com.br/internacional/2013/01/28/analise-incendio-em-santa-maria-expoe-falhas-nas-ambicoes-do-brasil.jhtm

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Descoberta nova estrutura para o DNA humano


Cientistas revelam nova estrutura para o DNA humano

  • Pesquisadores de Cambridge provaram que código genético pode se apresentar naturalmente em formato de hélice quádrupla
  • Até então, só se conhecia o formato duplo; descoberta pode abrir nova fronteira no tratamento contra o câncer

Ilustração da estrutura do DNA humano em hélice quádrupla, conforme estudo apresentado pela Universidade de Cambridge
Foto: Reprodução
Ilustração da estrutura do DNA humano em hélice quádrupla, conforme estudo apresentado pela Universidade de Cambridge Reprodução
CAMBRIDGE, Reino Unido - Pesquisadores da Universidade de Cambridge descobriram que o DNA humano pode se estruturar em formato de hélice quádrupla, e não somente em hélice dupla, como os cientistas Francis Crick e James Watson revelaram no célebre estudo produzido na mesma universidade em 1953.

A descoberta do formato diferente do DNA é um avanço que pode nortear novos tipos de tratamento para o câncer. O novo formato, composto por quatro filamentos entrelaçados uns aos outros, parece ser mais comum em células que estão em processo acelerado de divisão, o que pode determinar se uma célula se tornará ou não cancerosa.

O estudo levou uma década para ficar pronto e foi publicado na mais recente edição da publicação "Nature Genetics". Em declaração ao jornal britânico "The Independent", o geneticista Shankar Balasubramanian, líder da pesquisa, disse que a estrutura quádrupla é bem distinta da dupla, mas ainda bastante desconhecida. O que o estudo revela é que a hélice quádrupla de fato existe.

O DNA de hélice dupla foi uma das maiores descobertas da ciência porque seus princípios tornaram possível a compreensão sobre como a informação genética é transmitida para gerações seguintes e controla a bioquímica do corpo. A Ciência já sabe que o DNA pode ganhar outras estruturas em condições artificiais. Mas a Universidade de Cambridge mostrou desta vez, de forma inédita, que a molécula orgânica pode se estruturar naturalmente no formato quádruplo no corpo humano.

Moléculas de DNA contêm a informação genética necessária para fazer um ser humano e estão codificadas em uma sequência de quatro unidades químicas, abreviadas nas letras C, G, A e T, as quais formam a estrutura molecular primária dos cromossomos. Shankar e seus colegas descobriram que quando existe uma proporção alta de guanina (a letra G) na estrutura, a hélice dupla se quebra, formando sua face quádrupla.

"Faz 60 anos desde que a estrutura do DNA humano foi descoberta, mas pesquisas como esta (da hélice quádrupla) mostram que a história do DNA continua a ter reviravoltas." disse ao "Independant" Julie Sharp, cientista da Cancer Research UK, do Reino Unido, que ajudou no trabalho.


Fonte: O GLOBO

sábado, 12 de janeiro de 2013

VOCÊ SABE A DIFERENÇA ENTRE HACKER E CRACKER ?

.........................................

HACKER

 

O termo hacker, tem uma visão errada, pois ele é o bonzinho da história, e o hacker que descobre as falhas do sistema, informa e tenta corrigir las para que não ocorram erros ou ataques.
No centro da palavra hack, em inglês, está a referência ao duro trabalho dos carpinteiros e escultores que, fazendo uso de ferramentas adequadas, iam eliminando lascas da madeira até que tomasse a forma desejada. Se levarmos o mesmo conceito para a informática, encontraremos o hacker que nada mais é do que um exímio profissional que, meticulosamente, faz um trabalho similar, só que com softwares, buscando soluções perfeitas.
Um hacker, na verdade, é um profissional apaixonado que busca exercitar e aprimorar seus conhecimentos em diversos domínios da informática, sempre desafiando-se a fazer algo melhor e com perfeição.
Podemos tomar como exemplos bem conhecidos de hackers o próprio Richard Stallman, criador da Free Software Foundation (FSF), bem como o tão conhecido Linus Torvalds, criador do sistema operacional Linux.
.................................

CRACKER

Como sempre tem alguém que passa do lado do BEM para o lado do MAL, com o passar dos tempos, alguns hacker começaram a invadir sistemas, transpondo suas barreiras de segurança, o que exige grande conhecimento. Desde então, o termo hacking e/ou hacker passou a referenciar estas atividades. Mas a comunidade dos verdadeiros hackers apenas usam o termo para definir aqueles que agem de forma ética para o bem.
Já para os invasores cujo as reais intensões são, de fato, prejudicar ou danificar sistemas, o termo CRACKER (quebrador) foi empregado. Eles têm, na maioria, o conhecimento de um hacker, mas agindo totalmente de meneira criminosa. Existe inclusive a expressão "Black Hat" para referenciá-los, diferentemente da expressão "White Hat" cujo indica os hackers do bem. Muitos deles, hoje, são especialistas em segurança.
O craker é o vilão da historia, que descobre a falha e usa para o mal, como invadir os computadores, roubar informações, quebrar registros de programas para instalar como original (programa pirata) e tudo mais.
...................................

LAMMER
                                                            
Script Kid é o sinônimo moderno do antigo termo Lammer (de acordo com o dicionário britânico, uma pessoa inepta ou ineficáz), muito utilizado no final dos anos 80 e meados dos anos 90. Também é empregada para designar uma pessoa que não possui conhecimentos técnicos sobre computadores, porém, faz-se passar por um especialista.
Geralmente os LAMMER são crianças ou adolescentes que ficam o dia todo no computador buscando de técnicas criadas por outras pessoas de conhecimento avançado para se vingar daquele menino ou menina da escola tentando excluir o orkut, invadir MSN, mandar e-mails com simples vírus pequenas coisas aprendias rapidamente com propósitos ingênuos e imaturos.
São extremamente fáceis de se defender.
Possuindo o IP original (endereço eletrônico do seu computador).

Outros Termos
.........................................

NEWBIES, NUB ou NOOB

Termo comparativo com LAMMER mais direcionado a jogadores de GAMES (novatos).
.........................................

CARDERS ou CARDING

São aqueles especialistas em roubos de número de cartões de crédito e, é obvio, o uso destes números fazendo compras pela Internet.
Eles afetam tanto usuários de casa quanto empresas causando um belo prejuízo financeiro e são extremamente difíceis de se localizar ( assim como qualquer bom cracker ).
Infelizmente, para nós, usuários de cartões de crédito, existem poucas maneiras conhecidas de se defender deste tipo de pirata: Saber se sua operadora de cartões de créedito possui alguma segurança nos dados digitais da empresa.
Os Carder's costumam a fazer os seus ataques direcionados às operadoras de cartão de crédito. A segurança "SSL" é quem garante o envio dos dados criptografados até a operadora.
.......................................

CODERS

Codificadores, conhecedores de uma ou mais linguagens de programação, que permitem escrever programas, exploits e ferramentas de invasão e segurança e também examinar programas- fonte à procura de vulnerabilidades que possam ser explorados.
....................................

VIRRI

Programadores e colecionadores de programas, Vírus e Games
...............................

WARES

Pirataria de software, com distribuição de cópias de software comercia, alguma vezes utilizando seus próprios computadores, mas o usual é utilizarem sites com baixa segurança, com muito disco e link rápido. Em 1998 um grande banco brasileiro ficou 17 dias com sua área de FTP repleta de warez e respectivos cracks.
..........................................

SCRIPT-KIDS

Com certeza a quase-totalidade da comunidade cracker pertence a esta categoria. Estes apenas utilizam programas de ataque copiam da internet, sendo usados por cracker mais experientes para fazer o trabalho pesado. Eles não tem conhecimento técnico, e vão ao longo do tempo adquirindo apenas conhecimento prático dos programas que utilizam para invasões. Possuem necessidade de notoriedade.
....................................

DEFACER

O Defacement (ou simplesmente deface) é um termo de origem inglesa para o ato de modificar ou danificar a superfície ou aparência de algum objeto é empregado comumente na      Segurança da informação para categorizar os ataques realizados por crackers e script kiddies para modificar a página de um sítio na Internet.
Geralmente os ataques tem cunho político, objetivando disseminar uma mensagem do autor do ataque para os frequentadores do site alvo. Esses ataques podem também ter cunho pessoal, transformando-se em uma espécie de troféu para o autor — um prêmio pela sua capacidade de penetrar na segurança de um determinado sistema.
O ato pode ser analogamente comparado à pichação de muros e paredes. O autor do defacement geralmente é referenciado como defacer ou também pichador.
...................................

CYBERPUNKS

São tecno-anarquistas que lutampela manutenção da privacidade no ciberespaço através da difusão.
de programas de criptografia de massa.Tentam proteger o cidadão comum contra as tentativas governamentais e empresariais de esquadrinhar suas vidas apartir das pistas deixadas quando utiliza qualquer sistema elerônico. O programa PGP (Pretty Good Privacy) criado por P. Zimmermann é um dos principais instrumentos utilizados pelos cypherpunks.
...................................

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Relógio atômico conecta diretamente o tempo à matéria


Mesclando mecânica quântica e relatividade, físicos demonstraram que a massa pode ser usada para medir o tempo e vice-versa. 

[Imagem: Pei-Chen Kuan]

Tempos e relógios

O tempo é algo que todos damos por certo, quase um senso comum.

Mas, há muito tempo, filósofos e cientistas tentam entender o que é o tempo.

Eles falam na seta do tempo, em viajar no tempo, reverter o tempo, fazer buracos no tempo, cristais do tempo que possam sobreviver ao fim do Universo e até mesmo em influências escondidas além do espaço-tempo - mas ninguém sabe exatamente o que é o tempo, ou mesmo se o tempo é real ou é uma ilusão.

Por exemplo, quando perguntaram a Einstein o que era o tempo, ele respondeu: "Tempo é aquilo que os relógios marcam, nada mais."

Uma resposta animadora, porque traz uma esperança de saída desse beco na forma de uma nova questão que se coloca imediatamente: "E o que é um relógio?"

Medições do tempo

Ao longo da história, os homens têm medido o tempo contando oscilações de fenômenos que apresentam movimentos regulares, como o Sol, um pêndulo, ou o tiquetaque dos relógios mecânicos, ou as vibrações de um cristal de quartzo.

Mais recentemente, em busca de tiquetaques cada vez mais rápidos - e de um tempo definido com uma precisão cada vez maior - os cientistas se voltaram para as oscilações no interior dos átomos, criando os relógios atômicos.

Einstein ficaria satisfeito de saber que, hoje, são os relógios atômicos que definem o que é o tempo.

No Sistema Internacional de Unidades (SI), um segundo é definido como a duração de 9.192.631.770 períodos da radiação correspondente à transição entre dois níveis hiperfinos do estado fundamental do átomo de césio 133.

Ora, se isso é o tempo, Shau-Yu Lan e seus colegas da Universidade da Califórnia em Berkeley, nos Estados Unidos, acabam de dar uma outra cara ao tempo.

Interligação entre tempo e matéria

A equipe de Lan construiu um novo tipo de relógio cujos tiquetaques não dependem da frequência de transição de um átomo, mas da massa do próprio átomo de césio.

A equipe e, sobre a mesa, o relógio que unifica matéria e tempo. 

[Imagem: Damon English]

Ou seja, o tempo acaba de ser definido a partir da matéria propriamente dita, sem nem mesmo ser necessário converter massa em energia.

O grupo demonstrou que a massa e o tempo estão diretamente ligados, e que um relógio atômico de massa pode ser ainda mais preciso do que os relógios atômicos tradicionais, baseados em oscilações, eventualmente sendo o relógio mais fundamental já criado.

Eles fizeram isto usando um "pente de frequências", um dispositivo que emite uma série contínua de pulsos de luz, e um interferômetro onda-matéria, para medir uma propriedade do átomo de césio conhecida como frequência de Compton.

Essa frequência, também conhecida como comprimento de onda de Compton, faz uma associação entre a energia de um fóton e a massa de uma partícula, e estabelece uma limitação fundamental na medição de uma partícula quando se leva em conta tanto a mecânica quântica quanto a relatividade especial de Einstein.

A frequência de Compton é 100 bilhões de vezes mais rápida do que a frequência da luz visível, o que torna sua medição um grande desafio.

Os cientistas valeram-se então do paradoxo dos gêmeos, derivado da teoria da relatividade de Einstein, que afirma que um gêmeo que viaje em uma nave espacial muito rápida envelhecerá menos do que seu irmão que permanecer na Terra.

A equipe usou o interferômetro para dividir a onda de matéria do átomo de césio em duas - uma permanecendo estacionária, enquanto a outra se movia - e depois recombinando-as novamente.

Isso permitiu medir apenas a diferença entre as duas - o quanto o primeiro gêmeo envelhece mais do que o outro -, algo na faixa dos 100 KHz.

Como essa diferença depende da massa do átomo, ela funciona como o tiquetaque do relógio.

Dessa mistura de massa, relatividade e mecânica quântica, os físicos derivaram uma medição do tempo tão precisa que poderá ajudar reconstruir a própria definição de tempo no SI.

Redefinição de quilograma

Mas o experimento traz implicações adicionais.

A unificação entre tempo e massa significa que o novo relógio também pode funcionar como uma balança, medindo a massa com base na frequência de Compton - com uma precisão de 4 x 10-9.

Em teoria, isso significa que, em vez de um cilindro de platina e irídio que não se sabe ao certo se fica mais leve ou mais pesado a cada dia, o quilograma poderá ser vinculado ao segundo, usando os já bem definidos valores da constante de Planck e da velocidade da luz.

E tudo isto usando um único átomo.

"Em conclusão, nós demonstramos um relógio estabilizado para a massa em repouso de uma partícula. Ele evidencia a íntima conexão entre a frequência e a massa. Isso prova que partículas massivas podem servir como uma referência de frequência sem exigir que sua massa seja convertida em energia, como uma ilustração explícita de um princípio fundamental da mecânica quântica," escrevem os pesquisadores.


MAIOR COMETA JÁ VISTO NA TERRA

Supercometa poderá brilhar tanto quanto a Lua Cheia

Ainda é cedo para determinar a trajetória do supercometa com exatidão, o que é necessário para calcular seu brilho aparente. 

[Imagem: Planetary Society/Mario A.Valdez-Ramirez]

Maior cometa já visto da Terra

Se o final do ano de 2012 foi pleno de tensão para muitos crentes em catástrofes, 2013 promete não acabar sem sua própria dose de expectativas no ar - ou no espaço.

Astrônomos descobriram aquele que poderá se tornar o maior cometa já visto da Terra.

O supercometa, chamado ISON - ou C/2012 S1 - foi descoberto em Setembro por Vitali Nevski (Belarus) e Artyom Novichonok (Rússia).

Ainda é cedo para determinar sua trajetória com exatidão, o que é necessário para calcular seu brilho aparente.

Mas os mais entusiasmados afirmam que o supercometa ISON poderá ser tão brilhante quanto a Lua Cheia, podendo até mesmo ser visível a olho nu.

Sua aproximação máxima do Sol ocorrerá no dia 29 de Novembro de 2013, cálculo feito com uma margem de erro de um dia.

Cometa estreante

Os cometas normalmente "se acendem" - começam a reagir ao calor do Sol e refletir sua luz - quando atingem uma distância de 2,5 au (unidades astronômicas, cerca de 375.000.000 de quilômetros).

O ISON atingirá essa distância em Agosto de 2013, quando começará a ser observado pelos astrônomos com a ajuda de telescópios.

Só então as estimativas sobre o seu brilho real começarão a ser dignas de crédito.

Depois de sua aproximação máxima do Sol - pouco mais de 1.000.000 de km - o supercometa terá sua maior aproximação da Terra - algo em torno de 64.500.000 km - no dia 28 de Dezembro.

Isso se ele não for destruído ou mesmo se vaporizar inteiramente na sua passagem perto do Sol.

Os astrônomos acreditam que o ISON é um cometa estreante, sendo esta sua primeira viagem ao interior do Sistema Solar, provavelmente vindo das profundezas da Nuvem de Oort.

Matéria no buraco negro

Mas o supercometa não será a única atração de fogos de artifícios cósmicos que brindará o término de 2013.

Uma nuvem de gás três vezes maior do que a Terra está se aproximando do buraco negro supermaciço que fica no centro da Via Láctea.

Como o buraco negro, chamado Sagittarius A*, está a meros 25 anos-luz da Terra, esta será uma oportunidade sem precedentes para que os astrônomos observem o que acontece quando a matéria é absorvida por um buraco negro.

Neste caso, porém, o espetáculo não será visto a olho nu porque não deverá emitir radiação na faixa visível ao olho humano - os astrônomos esperam observar tudo no comprimento de onda dos raios X.

Fonte:inovacaotecnologica
http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=supercometa-ison&id=010130130110

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

BRUSQUE - dados de 2005


Colonização: Alemã, Italiana e Polonesa


- Data de Emancipação Política: 04 de Agosto de 1860 
- População: 85.218 
- Crescimento Populacional: em 1980, Brusque possuía 41.224 habitantes, em 1991 passou para 57.971 com um crescimento de 40,62%, enquanto Santa Catarina crescia 25,20%; em 1996, o n.º de habitantes saltou para 66.558 com um índice de crescimento de 14,81% (o 3º maior do Estado), enquanto SC crescia no mesmo período 7,34% Brusque está crescendo mais 3% ao ano, o dobro da média nacional. Em 2005 a população de Brusque é de 85 mil e em 2010, devemos chegar aos 100 mil habitantes
- Nº Domicílios: 23.300
Nº Eleitores: 63.584
- Nº Vereadores: 10
- Frota de Veículos: 46mil 
- Pavimentação de ruas: 80% – 250 km – (110 km de asfalto; 70 km de paralelepípedos; 02 km de lajotas e 68 km de leito natural)
- Abastecimento de Água Potável: 95% dos domícilios são atendidos
- Rede elétrica: Existem 26.822 ligações, das quais 22.068 são residenciais
-Consumo de Energia Elétrica: apenas 12 municípios consomem 50% de toda a energia elétrica no Estado de Santa catarina. Brusque é o 5º maior consumidor, cerca de 500.000.000 Kw/h/ano, estando à sua frente, pela ordem: Joinville, Blumenau, Florianópolis e Criciúma. No primeiro semestre de 2000, comparado a igual período de 1999, a cidade de Brusque cresceu 7,1%, perdendo apenas para Jaraguá do Sul (11,5%) e Itajaí (10,1%)
- Cinemas e Teatros: 01
- Praças: 20
- Parques: 02
- Agências/Postos Bancários: 09 Agências Bancárias e 05 Postos de Atendimento 
- Localização: Nordeste de Santa Catarina – Vale do Itajaí
- Limite Norte: Gaspar e Itajaí
- Limite Leste: Itajaí e Camboriú
- Limite Oeste: Guabiruba e Botuverá
- Limite Sul: Nova Trento e Canelinha.
- Latitude: 27º 05’ 53”
- Longitude: 48º 55’ 03"
- Altitude: 21m
- Área: 292,75Km2 (Urbana: 146,89Km2 – Rural: 145,85Km2)
- Hidrografia: É banhada em toda a sua extensão pelo Rio Itajaí Mirim, cuja foz situa-se próxima ao mar em Itajaí
-Clima: Caracteriza-se pela intensidade mais elevada nos meses de dezembro, janeiro, fevereiro e março, diminuindo a intensidade no inverno, sendo o mês de junho de menor média mensal. (Mesotérmico Úmido)
- Temperatura Máxima: 40º C
- Temperatura Mínima: 0.1º C
- Temperatura Média: 19.9º C
- Umidade relativa do ar: 84,1% (média)

Economia

- Base Econômica: Têxtil e metal mecânica
- População Economicamente Ativa: 30.350
- Total de Empresas Instaladas em Brusque . 6.996 
Indústrias: 1.260
Comércio: 2.350
Prestadoras de Serviço: 1.350
Outras Atividades: 910
Transporte: 120
Energia e Telecomunicações: 4
Serviço Público: 2
Autônomos: 1.000
- Arrecadação do Município em 2004: R$ 90.400.000,00
- Arrecadação do Município em 2005: R$ 76.700.000,00
- PIB 2001: R$ 3.000.000.000,00
- Renda per capita de 2006: R$ 12..087,00
- ICMS 2004: R$ 22.750.000,00
- ICMS 2005: R$ 24.080.000,00
- Previsão de ICMS para 2006: R$ 27.000.000,00 
- Desempenho Econômico do Município em 2004:
Indústrias Têxteis: - 285 - Faturamento R$ 720.000.000,00. 33% Empregos: 6.150.
Metal/Mecânico: - 65 - Faturamento R$ 280.000.000,00. 13,8%. Empregos: 2.350
Indústria do Vestuário: - 910 - Faturamento R$ 240.000.000,00. 9,5%. Empregos: 5.200
Outras Atividades: - 910 - Faturamento R$ 170.000.000,00. 16,1%. Empregos: 3.200 
Comércio: - 2.350 - Faturamento R$ 710.000.000,00. 18,1%. Empregos: 6.800
Transporte: - 120 - Faturamento R$ 30.000.000,00. 1,9%. Empregos: 450
Prestadora de Serviços: - 1.350 - Faturamento R$ 85.000.000,00. Empregos: 3.150
Energia/Telecomunicações: - 04 - Faturamento R$ 105.000.000,00. 7,2%. Empregos: 50.
Serviço Público: - 02 - Faturamento R$ 70.000.000,00. 0,4%. Empregos: 1.650
Autônomos: - 1.000 - Faturamento R$ 20.000.000,00. Empregos: 1.350
Total de Empresas/Comércio e Prestadores de Serviços: 6.996 - Faturamento R$ 2.430.000.000,00
- Escolas de Ensino Médio e Fundamental: 49 Públicas, 05 Privadas.
- Ensino Superior: 03
- Hospitais: 03 (263 leitos)
- Postos de Saúde: 15
- Farmácias: 37


Distancias das principais cidades

Balneário Camboriú                 40 KM

Joinville                                   117

Blumenau                                44

Lages                                      255

Chapecó                                  500

Porto União                              366

Criciúma                                  295

Rio do Sul                                126

Florianópolis                            102

Tubarão                                   229

Itajaí                                       36

Videira                                     340

Jaraguá do Sul                         87

Xanxerê                                   467

Joaçaba                                   345

Porto Alegre                            670

São Paulo                                680

Rio de Janeiro                          1080

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Como formatar o Computador e instalar o Windows


Antes de mais nada, é necessário mexer em algumas configurações da sua placa-mãe para carregar o DVD do Windows. Na maioria dos casos, basta apertar a tecla Delete ou F2 na primeira tela exibida ao reiniciar, para acessar as opções. Como existem vários modelos e marcas diferentes de hardware, siga os passos de forma semelhante aos exibidos abaixo:

1.    Acesse a opção “Advanced BIOS Features”.

2.    Na opção “First Boot Device”, deixe a opção indicada como CDROM.

3.    Salve as mudanças antes de sair, através de algum atalho ou como na opção indicada.


Em seguida, insira o DVD do seu Windows. Antes do sistema operacional começar, você verá a opção “Pressione qualquer tecla para iniciar do CD (DVD)”. Clique em qualquer botão do teclado para que o disco de instalação seja carregado.

Aguarde até que a tela azul apareça, contendo os próximos passos da instalação.

INSTALAÇÃO DO WINDOWS

Seu computador vai reiniciar diversas vezes, durante o processo.(Não clique para “Pressione qualquer tecla para iniciar do CD/DVD” como anteriormente) e siga os passos indicados nas primeiras janelas.

A partir desse ponto, o próprio Windows lhe indicará os passos a serem seguidos, de um modo muito explicativo. Basta seguir todas as etapas corretamente e o programa terminará sua instalação em alguns minutos.

PRIMEIROS PASSOS COM O SISTEMA NOVO

Ao iniciar o Windows pela primeira vez, você deverá instalar, primeiramente, os drivers do seu computador. Se o windows for o 7 ou 8, é possível que não haja necessidade de instalá-los, se o hardware de sua máquina não for ultrapassado ou incompatível o próprio sistema executa a instalação online.

Aguarde a instalação dos drivers e reinicie o seu computador para evitar eventuais problemas.

Desta forma, seu computador estará novo em folha, com seu registro intacto e operando de maneira funcional, sem os problemas encontrados anteriormente. Tudo que resta a você é instalar os programas e aplicativos de sua preferência.

Considerações finais

Vale ressaltar que formatar um computador requer prática e é um processo um tanto quanto complicado para usuários iniciantes. Caso você esteja enfrentando dificuldades em realizar a tarefa, é interessante pedir ajuda para um amigo que entenda melhor do assunto, ou, em último caso, de um técnico especializado.

Resumindo um pouco as coisas, é fundamental lembrar de salvar os arquivos importantes do seu computador antes de começar a formatação, pois, depois que ela começar, os dados do seu HD principal serão perdidos. Com calma e atenção, o bicho de sete cabeças da formatação será eliminado e você poderá economizar um bom dinheiro com isso.

Atenção: Muitas versões do Windows encontradas pela internet são modificadas pelos seus “autores”, algumas instalações são um pouco diferente ou até mesmo automatizada.

De um modo geral é PRATICAMENTE a mesma coisa.