Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

terça-feira, 29 de maio de 2012

IMEI - Como bloquear um celular roubado

O que é IMEI?
IMEI é a sigla para International Mobile Equipment Identity, que em português significa “Identificação Internacional de Equipamento Móvel”.
Em outras palavras, é um número único que identificada cada aparelho de telefone celular.
Você sabe o IMEI do seu aparelho? Anote-o em um local seguro para que possa bloquear seu aparelho caso o mesmo seja roubado. Para nunca perder o seu número de IMEI, mande um e-mail para você mesmo com este número e use caso precisar. Se você for organizado, na nota fiscal também existe este número. Basta guardá-la para sempre!
O número IMEI é normalmente colado em um adesivo no compartimento da bateria. Outra forma de se obter o IMEI é digitar direto no aparelho o código: *#06# (funciona para celulares Nokia e em algumas outras marcas). Com a digitação deste código, não é necessário abrir ou desligar o celular para descobrir o IMEI.
Mas, você pode encontrar este número deste outro modo: Retire a tampa do local em que fica a bateria, retire a bateria e proucure o número que vem após a palavra "IMEI".
Se, por acaso, este número não for o mesmo que você encontrou digitando *#06#, é porque você está com um celular clonado ou roubado.
Esse número de identificação é armazenado em um banco de dados da operadora (EIR – Registro de identidade de equipamentos) contendo todos os equipamentos móveis válidos. Quando é reportado um roubo de telefone e o IMEI do celular é informado à operadora, esse IMEI é marcado como inválido, e o celular não pode mais ser habilitado. O número consiste de 4 grupos, que seguem o padrão: nnnnnn--nn-nnnnnn-n. Quando o aparelho é bloqueado pelo IMEI, fica apenas bloqueado no país, mas se for usado no exterior, funciona normalmente. Isto é uma deficiência na utilização do código IMEI para aumentar a segurança e coibir roubos de aparelhos, mas sem dúvida, se todos os celulares roubados fossem bloqueados logo em seguida, o número de celulares roubados cairia drasticamente.

Algumas pessoas dizem que o IMEI de um celular pode ser alterado, mas esse processo não é tão simples e provavelmente quem te roubou não terá acesso a essa tecnologia.
Para bloquear o seu celular você necessitará de um Boletim de Ocorrência, BO, que pode ser obtido gratuitamente em qualquer delegacia. Há, também, em alguns estados a possibilidade de emitir um BO pela internet, através das delegacias online. Segue um lista de algumas dessas delegacias:
Este é apenas uma pequena parte das delegacias virtuais onde você pode conseguir seu BO. Seu estado provavelmente deve ter uma também. Basta fazer uma pesquisa na caixa de pesquisa abaixo deste post por “delegacia “, substitua pelo estado que você mora por exemplo ‘delegacia minas gerais’. Não esqueça de retirar as aspas.
Dentro do site da delegacia virtual você vai informar detalhes sobre o roubou e seu celular, neste ponto você não precisa do IMEI. Após algumas horas ou no outro dia você receberá seu BO no seu email. Imprima-o e assine-o.
Contato com a operadora
Falar com as operadoras de telefonia celular é sempre um martírio, mas neste caso eu tive sorte. A atendente virtual da Oi foi bastante inteligente quando eu pronunciei a palavra ‘roubo’. E creio que será fácil pra vocês também.
Basta entrar em contato com sua operadora informar o acontecido e dizer que deseja bloquear o aparelho através do IMEI. Informe seu IMEI a atendente e ela fará todo o processo. Ao fim disso ela solicitará uma cópia do BO, por email ou fax. Envie a cópia assinada para o endereço que ela lhe indicar e está feito seu aparelho estará bloqueado e inutilizável em todas as operadoras de telefonia do país.
Conclusão
Esta é uma prática simples que qualquer um pode executar, mas que nós brasileiros por acomodação deixamos de fazer. E com isso “incentivamos”, mesmo que indiretamente, o roubo de celulares. Se todos começarem a fazer isso com certeza a quantidade de roubos a celulares irá diminuir e poderemos ficar menos receosos de andar com nossos aparelhos na rua.

Nenhum comentário: