Digital clock

segunda-feira, 25 de março de 2013

A Educação Moral e Cívica... e O.S.P.B

“Educação Moral e Cívica”, “Organização Social e Política Brasileira” e “Estudos de Problemas Brasileiros” foram matérias incluídas no currículo escolar em setembro de 1969, pela junta militar que governou o país em lugar do presidente Costa e Silva. Estiveram nas escolas até 2003, quando a Lei nº 8865, aprovada pelo Congresso e assinada pelo presidente Itamar Franco, deu autonomia às instituições de ensino para tratar do civismo, moral e assuntos correlatos dentro das disciplinas de Ciências Humanas e Sociais.

Se o regime militar pode ter usado as três matérias para difundir seu ideário junto aos alunos, é bem verdade que a sua radical extinção não trouxe nada de bom para o estudante e a comunidade. Ideologicamente comprometidas ou não, as disciplinas serviam, pelo menos, para transmitir e discutir princípios de cidadania, civilidade, respeito mútuo, direitos e deveres e outros conceitos benéficos a qualquer regime político. Em vez de seguir na avassaladora sanha de banir tudo aquilo que os militares fizeram, os auxiliares do presidente poderiam tê-lo aconselhado a apenas “democratizar” o ensino nessa área, retirando conceitos e práticas que pudessem ser incompatíveis com a nova realidade política do pais, mas deixando o importante trabalho de persuação cívico-social.

Esse tipo de ensino não chega a ser uma invenção do regime militar. Desde o começo da república, sua introdução ao ensino era defendida como necessária, e chegou a ser praticada em alguns pontos do país. Portanto, nem chegava a ser o que na época se chamava “entulho autoritário”.

Na sociedade cada dia mais independente, exigente e competitiva, a família é tolhida pelos compromissos e encontra dificuldade para formar suas crianças. Pais e mães trabalharam muito e não têm tempo para transmitir valores pessoais, cívicos e sociais. A maioria dos educadores reclama que o menino e a menina chegam à escola sem esse alicerce e tornam-se problemas tanto no aprendizado quanto na convivência. A manutenção de EMC, OSPB e EPB poderia suprir essa lacuna e contribuir em muito na formação da atual e das próximas gerações.

O inexplicável “revanchismo democrático” prefere as crianças e jovens acreditando equivocadamente só em direitos, sem qualquer noção cívica ou obrigação de contrapartida. Jamais aqueles “caretas” que respeitam os símbolos nacionais e a cidadania. É o “quanto pior, melhor”. Não se sabe para quem, já que a ideologia de ontem não passa de página virada na história e o que temos hoje é o grande contencioso social-moral que ameaça sair de controle...

Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves – dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo).

Fonte: O Arrastão

domingo, 24 de março de 2013

Cientistas criam programa que simula impacto de asteroide sobre a Terra


Destruição causada sobre o planeta pode ser calculada online

Corpo celeste a caminho da Terra é visto nesta simulação Foto: Reprodução

E se um asteroide atingir mesmo a Terra? Provocaria terremotos, tsunamis, radiação, danos irreversíveis? Seria capaz de extinguir a vida no mundo? Quem tem curiosidade sobre essas questões pode resolver suas dúvidas com um simulador online que calcula o impacto de um corpo celeste em rota de colisão com o nosso planeta. O programa, de fácil utilização, foi desenvolvido por cientistas da Universidade de Purdue, nos Estados Unidos, e está acessível a qualquer internauta.

O Impact: Earth! (em inglês) permite calcular os efeitos da queda de um projétil sobre a Terra. Através do software, o usuário pode definir o diâmetro, densidade, velocidade e ângulo de impacto do corpo celeste, entre outros atributos. Os números definidos vão influenciar o dano total causado pela colisão simulada: incluindo o total de energia dispensada, o tamanho da cratera criada, os efeitos sísmicos e demais alterações na estrutura da Terra em função da queda.

A ideia surgiu quando o renomado professor H. Jay Melosh decidiu lançar um site interativo contendo informações sobre como determinada colisão afetaria o planeta. Sempre que havia notícias sobre a aproximação de asteroides, o pesquisador percebeu, aumentava o número de pedidos que ele recebia para calcular o possível impacto. A primeira versão, ainda em texto, foi lançada em 2004 e ainda está acessível neste endereço. Apesar de voltado para o público em geral, muitos cientistas utilizam o programa - tanto para lazer quanto para a pesquisa acadêmica.

A Escala de Turim

"O programa é bastante utilizado por não-cientistas que têm interesse em impactos, e foi essa audiência o nosso alvo. No entanto, ele também é adequado a algumas aplicações científicas, e o artigo que acompanhou esse lançamento (publicado na revista científica Meteoritics and Planetary Science em 2005) conta com muitas citações", afirmou por e-mail ao Terra Robert Marcus, formado em Harvard, que participou do desenvolvimento da iniciativa.

Tela mostra o resultado do impacto definido pelo internauta

Fonte: Terra Notícias

quarta-feira, 20 de março de 2013

Informação Importante sobre a Vitamina D e a Exposição ao Sol

SOBRE A EXPOSIÇÃO AO SOL

A vitamina D evita a depressão, osteoporose, câncer da próstata, câncer da mama e, até mesmo efeitos do diabetes e obesidade. 
A vitamina D é talvez o nutriente mais subestimado no mundo da nutrição. Provavelmente porque é “gratuita”: seu corpo a produz quando exposto à luz solar. As empresas farmacêuticas não podem lhe vender a luz solar, por isso não há promoção dos seus benefícios à saúde.

Verdades sobre a Vitamina D:
1. A vitamina D é produzida pela pele em resposta à exposição e radiação ultravioleta da luz solar natural.

2. Os saudáveis raios de luz solar natural que geram a vitamina D em sua pele não atravessam o vidro e, por isto, seu organismo não produz vitamina D quando você esta no carro, escritório ou em sua casa.

3. É quase impossível conseguir quantidades adequadas de vitamina D a partir da dieta . A exposição à luz solar é a única maneira confiável para seu corpo dispor de vitamina D.

4. Seria necessária a ingestão diária de dez copos grandes de leite enriquecido com vitamina D para obter os níveis mínimos necessários de vitamina D.

5. Quanto maior a distância da linha do equador e o lugar onde você vive, maior será a exposição ao sol necessária para gerar vitamina D, pois depende do ângulo de incidência dos raios solares. Canadá, Reino Unido, a maior parte dos EUA estão longe do equador e maior parte do Brasil está perto do equador.

6. Pessoas com a pigmentação escura da pele podem precisar de 20-30 vezes mais exposição à luz solar do que pessoas de pele clara para gerar a mesma quantidade de vitamina D. Por isto, também, o câncer de próstata é muito frequente entre homens negros. É a simples deficiência generalizada de luz solar.

7. Níveis suficientes de vitamina D são essenciais para a absorção de cálcio nos intestinos. Sem vitamina D suficiente, seu corpo não pode absorver o cálcio, tornando os suplementos de cálcio inúteis.

8. A deficiência crônica de vitamina D não pode ser revertida do rapidamente. São necessários meses de suplementação de vitamina D e de exposição à luz solar para "reconstruir" os osso e o sistema nervoso.

9. Mesmo filtros solares fracos (FPS = 8) bloqueiam em 95% a capacidade do seu corpo de gerar vitamina D. É por isto que o uso constante de protetores solares provocam deficiência crítica de vitamina D.

10. A exposição à luz solar não gera a produção excessiva de vitamina D em seu corpo, porque ele se auto-regula e produz apenas a quantidade que necessita.

11. Se a pressão firme do seu osso esterno dói, você pode estar sofrendo de deficiência crônica de vitamina D.

12. A vitamina D é “ativada” pelos rins e fígado, antes de ser usada pelo organismo e, por isto, doenças renais ou hepáticas podem prejudicar muito a ativação da vitamina D circulante.

13. A indústria de protetores solares não quer que você saiba da necessidade de exposição ao sol, porque esta revelação significaria a queda nas vendas de seus produtos.

14. A vitamina D é um poderoso “remédio” que o seu próprio corpo produz inteiramente de graça e sem necessidade de prescrição médica!

15. Algumas substâncias denominadas “antioxidantes” aceleram muito a capacidade do organismo para lidar com luz solar, sem que ela nos provoque danos, também permitem que você fique exposto ao sol duas
vezes mais tempo sem danos. Um exemplo de tais antioxidantes é a astaxantina, poderoso “filtro solar interno”. Outras fontes de antioxidantes similares são algumas frutas (açaí, romã, mirtilo, etc.), algumas algas e alguns crustáceos do mar (camarão, “krill”, etc.) 

Doenças e condições causadas pela deficiência de vitamina D:
. A osteoporose é geralmente causada por falta de vitamina D que provoca deficiência na absorção de cálcio.
. A deficiência de vitamina D na infância causa o raquitismo, falta de calcificação dos ossos.
. A deficiência de vitamina D pode agravar o diabetes tipo 2 e prejudicar a produção de insulina pelo pâncreas.
. Bebês que recebem a suplementação de vitamina D (2.000 unidades por dia) têm um risco 80% menor de desenvolver diabetes tipo 1 durante os próximos vinte anos.
. A obesidade prejudica a utilização da vitamina D no organismo e obesos precisam de duas vezes mais vitamina D.
. A depressão, a esquizofrenia e os cânceres de próstata, de mama ovário e de cólon são frequentes em pessoas com deficiência de
vitamina D. Portanto, níveis normais de vitamina D previnem estas doenças.
. O risco de desenvolver doenças graves como diabetes e câncer é reduzido de 50% a 80% através da exposição simples, à luz solar natural 2 a 3 vezes por semana.

A depressão sazonal de inverno, muito comum nos países de clima temperado, é causada por um desequilíbrio da melatonina, devido à menor de exposição ao sol.

A vitamina D é utilizada no tratamento da psoríase, doença inflamatória crônica da pele.
Deficiência crônica de vitamina D é muitas vezes diagnosticada erradamente como fibromialgia, porque seus sintomas são muito semelhantes: fraqueza muscular e dores.

O que você pode fazer:
A exposição sensível à luz solar natural é a estratégia mais simples, mais fácil e ainda uma das mais importantes para melhorar a saúde. A exposição à luz solar é realmente uma das terapias mais poderosas. Não há nenhuma droga, nenhum procedimento cirúrgico ou de alta tecnologia que chegue sequer perto do surpreendente efeito saudável da luz natural. 
E o melhor: você pode obtê-lo gratuitamente!!!

(Compilado por Mike Adams, com base em uma entrevista com o Dr.
Michael Holick, autor do livro “The UV Advantage)****

quarta-feira, 13 de março de 2013

[Saiba o que é verdade e mentira] Pastor Marco Feliciano é racista, não tem apoio dos evangélicos e pediu senha do cartão de um fiel?


 A enxurrada de acusações contra Marco Feliciano incluem denúncias de racismo, homofobia, e até intolerância. De um lado, os ativistas gays e demais manifestantes, do outro, o pastor que fez declarações polêmicas.

Pastor pentecostal renomado no meio evangélico, Feliciano exerce seu primeiro mandato como deputado federal, eleito com mais de 212 mil votos, sendo o terceiro mais bem votado no estado de São Paulo em 2010.

Em sua caminhada política, travou debates e discussões com o colega parlamentar Jean Wyllys, por suas posturas contrárias à prática homossexual, e saiu em defesa do pastor Yousef Nadarkhani, buscando intermediações com a Embaixada do Irã.

Figura controversa e de declarações muitas vezes desmedidas, o pastor tem tentado rebater as acusações feitas contra ele de forma tranquila. Boa parte das declarações atribuídas ao pastor são publicadas numa página no Facebook, que se autointitula oficial, mas que na verdade é falsa. Procurada pelo Gospel+, a equipe do deputado disse que tomara as medidas cabíveis contra a página.

Dias atrás, Feliciano rebateu o princípio de que seria racista divulgando uma foto em sua verdadeira página, abraçado ao padrasto e à sua mãe, ambos negros.

“Feliciano é, pois, enteado de um negro, filho de uma negra e, segundo os critérios que orientam as leis de cotas no Brasil, também é… negro! Não obstante, querem acusá-lo de racismo por uma frase tonta escrita no Twitter”, escreveu o jornalista Reinaldo Azevedo em sua coluna no site da revista Veja.

A acusação contra o pastor foi feita por causa de uma publicação em que ele dizia que um dos descendentes de Noé, seu filho Cão, teria sido amaldiçoado e mudado para a África, citando ainda que isso era uma passagem bíblica.

A frase isolada do contexto foi o suficiente para que a mídia o acusasse de racismo. “Há um monte de branco raivoso apontando o dedo para o negro Feliciano. Já demonstrei aqui que ele apenas citava uma passagem do Gênesis — e ainda errava sobre a origem bíblica dos africanos. Na democracia, as pessoas são livres para falar e escrever tolices”, afirma Azevedo, deixando claro sua discordância a respeito da visão de Feliciano sobre a passagem bíblica, mas ressaltando seu direito à liberdade de expressão sem ser taxado de racista.

O jornalista pontua ainda que a “patrulha”, termo usado por ele para se referir aos manifestantes que acusam Feliciano de racismo, homofobia e intolerância, teve seus argumentos derrubados: “Quando afirmei que aquele seu tuíte não era expressão de racismo, eu o fiz com base apenas no seu conteúdo e na referência bíblica. Agora, diante desse fato [padrasto e mãe negra], a acusação fica ainda mais ridícula. Já tinham quebrado a cara, nesse particular, com Bolsonaro. Ele também seria um racista militante… Até que se descobriu que sua mulher é o que a própria militância chama ‘negra’”, pontua Azevedo.

Em meio à onda de acusações contra Feliciano, um vídeo com pedido de ofertas durante um culto foi usado como forma de ridicularizar o pastor. Na ocasião, um fiel havia colocado seu cartão de débito no meio das ofertas e Marco Feliciano pediu a senha, dizendo que sem ela não adiantaria.

No meio cristão, diversas pessoas ponderaram que embora não concordassem com a prática, aquilo não era motivo de desqualificar Feliciano enquanto deputado. Um dos que argumentaram nesse sentido foi o pastor Rubens Teixeira, que criticou o “tom pejorativo e jocoso” usado pela mídia.

“Como não sou da igreja dele, não tenho nada a ver com o método que ele se utiliza para pedir ofertas. As pessoas têm o direito de fazer o que quiserem com os seus patrimônios, inclusive as daquela igreja. Se o pastor Marco Feliciano e seus membros tivessem vergonha ou achassem que estavam fazendo algo errado ao pedirem e doarem ofertas, eles não o fariam sendo filmados”, ponderou.

Em seu site, o próprio Marco Feliciano posicionou-se sobre o caso através de sua assessoria, e “declarou que apenas estava brincando ao anunciar o nome do irmão Samuel Souza no microfone a fim de devolver o cartão que chegou dentro da salva de ofertas recolhidas na manhã daquele domingo, e poderia ter chegado ali por engano, já que as salvas recolhem somente ofertas em dinheiro”.

A nota continua com um depoimento do proprietário do cartão: “Na ocasião eu não tinha nenhum recurso para ofertar, mas meu desejo era muito grande de colaborar devido à necessidade de nossos missionários e crianças [...] Senti vontade de ofertar novamente, porem sem mais recursos disponíveis resolvi fazer um ato profético de consagrar simbolicamente a minha conta corrente, coloquei meu cartão nas salvas de oferta e com fé acreditei que isso abençoaria minhas finanças [...]Na época eu nem esperava em casar, nem pretendente tinha (risos), ganhava muito pouco como eletricista. Em um ano minha vida deu uma reviravolta, conheci uma pessoa maravilhosa, nos casamos, tenho uma linda casa toda mobiliada, não pago aluguel e consegui emprego como inspetor de manutenção elétrica”, disse Samuel Souza.

Em meio ao auge da divulgação das acusações, a Rede Fale divulgou um documento manifestando sua opinião contrária a Marco Feliciano na presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM). Em resposta, o pastor Silas Malafaia publicou em seu site uma crítica à postura adotada pelo movimento: “Fico de boca aberta de ver pastores a serviço da ideologia da esquerda que nos odeia, e que defendem todos os temas contrários aos princípios da Palavra de Deus. Com todo respeito, não sei se é inocência ou oportunismo”, disse o líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo.

Malafaia menciona ainda em seu texto, um dado político da questão: “Durante 16 anos o Partido dos Trabalhadores (PT) presidiu a CDHM. Nesse período, esta comissão foi usada tremendamente para apoiar a causa do ativismo gay. Por motivos inconfessáveis eles não a quiseram mais, e, na partilha política, a comissão ficou com o Partido Social Cristão”.

Silas Malafaia se arriscou ainda a brincar com o visual do pastor Marco Feliciano ao comentar as declarações que serviram de combustível para os protestos: “O Pr. Feliciano fez duas declarações infelizes, mas ele não pode ser julgado como homofóbico ou racista. Primeiro porque nunca bateu ou mandou matar gay, e segundo que ele é de origem negra (mesmo tendo cabelo esticado hahaha), e seu padrasto é negro”, comentou.

Sobre as declarações da apresentadora Xuxa, que o chamou de “monstro”, o pastor Marco Feliciano afirmou através de sua assessoria que irá processá-la: “Já estou com um dossiê pra entregar a polícia federal com dezenas de páginas impressas com ameaças de morte. Me ajudem em oração! E sobre o que disse Xuxa, minha assessoria jurídica prepara o processo. Durmam em paz”.

Pelo lado espiritual, vídeos com profecias sobre problemas que Feliciano enfrentaria em sua caminhada começaram a ser repercutidos nas redes sociais. No primeiro deles, o pastor Luiz Antônio afirma que seu ministério sofreria ataques, e no segundo, afirma que Deus conhece o coração de Feliciano e que sabe o que ele tem passado. Confira:


Em reunião na tarde desta terça-feira, 12 de março, a bancada do PSC na Câmara anunciou que não vai retirar a indicação do Pastor Marco Feliciano à presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias. O partido reafirmou o apoio ao deputado.

Fonte: Notícias Gospel

Protesto em apoio a Marisa Lobo é esvaziado por medo de agressões por ativistas gays, diz organização


 O ato público organizado pela Associação de Psicólogos e Profissionais Pró Família nessa segunda feira (11) em apoio à psicóloga Marisa Lobo em frente ao Conselho Federal de Psicologia (CFP) foi esvaziado por seus organizadores por causa de ameaças de ativistas LGBTT.

De acordo com a psicóloga, o cancelamento da presença de muitos manifestantes, sobretudo jovens, no ato público foi solicitado por ela depois de uma discussão com um grupo de ativistas que se denominavam do movimento LGBTT, e fizeram uma página no Facebook convocando ativistas para estarem no local.
O pastor Israel, da Igreja Promessa de Curitiba, e o pastor Bethovem da Igreja Metodista cancelaram a ida de jovens à manifestação após conversarem com a psicóloga por telefone, por medo de atos de violência, sobretudo depois do ocorrido em protesto organizado por ativistas gays contra o pastor Marco Feliciano em frente a filial da Catedral do Avivamento.

O pastor Thiago Ferro, da igreja Sara Nossa Terra, que também cancelou a ida de jovens liderados por ele ao evento por medo de agressões por parte dos ativistas, compareceu à manifestação e se mostrou indignado com o comportamento dos supostos ativistas do movimento LGBTT.

- Não nos calaremos mais, mas vamos providenciar reforço policial de agora em diante, e vamos fazer o que sabemos fazer: orar, jejuar. Mas agir de forma legal, pois é impossível que a sociedade e a imprensa não vejam o que acontece aqui neste conselho, e o que está acontecendo no mundo. Nós que somos pastores acompanhamos o conflito dos psicólogos sendo vigiados, tendo seu direito cerceado e sendo taxados de homofóbicos pelo simples motivo de se dizer cristão em público (sic) – declarou o pastor Thiago Ferro

A psicóloga informou ter entrado com a Polícia Federal após sofrer ameaças dos ativistas, que em seguida retiraram a página do ar deixando apenas uma nota de cancelamento da mobilização contrária àquela organizada pela Associação de Psicólogos e Profissionais Pró Família.

- Não vamos dar mais moral para essa mulher, tudo que a gente faz parece que ela se promove mais ainda, vamos fazer um manifesto a favor do CFP, não contra essa maluca que só se promove, se formos ela se promoverá, a causa dela, vamos fazer outro em apoio ao conselho contra “cura gay” (sic) – teria dito um dos ativistas.

Em resposta, Marisa Lobo declarou que a manifestação organizada por seus apoiadores seria pacífica, e não passível de enfrentamentos de nenhum tipo.

- Não vamos aceitar mais este tipo de provocação, estamos em um Ato pacífico protestando contra perseguição religiosa somente, nada contra vocês, então não venham tirar meu direito de expressar minha indignação, mas se forem, encontrarão pastores orando somente e cantando e vamos permanecer assim, pois é como protestamos e vamos fotografar e filmar e mostrar para sociedade como vocês são mal educados e intolerantes, vocês podem sim se manifestar a favor do conselho , mas farão contra mim porque? Estou movendo uma ação contra o conselho e contra o Tony Reis que propagaram, essa mentira que “curo gay” Tenho testemunhas esperando para dar seu pronunciamento ou seja eu tenho provas contrárias já eles vão ter que provar com as testemunhas pois se curei algum gay, então que ele se apresente, Simples assim, a justiça comum vai resolver. essa tentativa tentar induzir o povo a acreditar que somos homofóbicos, não convence mais (sic)- afirmou Marisa Lobo.

De acordo com a psicóloga, apesar das ameaças, o protesto contra o CFP aconteceu de maneira pacífica, com os manifestantes cantando e orando em frente ao prédio do conselho.

Fonte: Notícias Gospel

Descobertas da NASA provam que descrição bíblica sobre a criação é “cientificamente precisa”


A ciência e a religião por muitas vezes tem versões diferentes para os mesmos fatos, e em muitas questões, as teorias se opõem completamente ao que a Bíblia diz.

Uma pesquisa encomendada pela NASA acaba de dar sentido ao versículo 2 do primeiro capítulo de Gênesis: “E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo”.
Dados coletados por um satélite científico protoplanetário, que circunda o sistema estelar CoKu Tau 4, na constelação de Touro, levaram à conclusão de que planetas como a Terra se formam na escuridão de refugo e detritos da sua estrela central, coincidindo com a descrição do livro de Gênesis, que prega que o planeta era sem forma e vazio em seus estágios iniciais de desenvolvimento.

Os cientistas da NASA afirmaram ainda, segundo informações do PRNewsWire, que a descrição bíblica do livro de Gênesis é “incrivelmente precisa, tendo em vista o fato de que a palavra hebraica traduzida ‘dia’ (yom) pode significar vários períodos de tempo, e não apenas um período de 24 horas”, o que coincidiria com o relato bíblico de que Deus criou o mundo em “dias”.

Essas descobertas da Nasa também revelaram que como um planeta amadurece dentro de seu casulo empoeirado de forma gradual, acaba sugando toda a poeira entre ele e o sol, o que seria compatível com o que o livro de Gênesis diz no versículo três: “Haja luz”, que a ciência trata como “Luz difusa”.

Segundo o PRNewsWire, somente nos últimos estágios de formação do planeta, a luz do sol, já existente, a lua e as estrelas seriam visíveis da Terra: “Esta informação corresponde a Gênesis 1:16, para o dia quatro da criação, quando se olha pelo contexto do idioma hebraico. ‘E Deus passou a fazer (‘a-sah’) os dois grandes luminares [...] e também as estrelas’. A palavra hebraica ‘a-sah’ não significa criar, mas sim para realizar, ou levar a termo”, escreveu Paul Hutchins no portal.

Os dados da NASA mostram que a Terra foi formada a partir de resíduos e detritos do sol, e que a luz surgiu lentamente em etapas, na forma exata que foi descrita em Gênesis, e fazendo a passagem bíblica ser reconhecida como “cientificamente precisa quando lida no contexto de sua linguagem original, o hebraico”.

Fonte: Notícias Gospel

sexta-feira, 8 de março de 2013

COMO FAZER: MOLHO BRANCO


Molho branco é um baita coringa na cozinha.

Molho Branco

 É impressionante como ele transforma uma massa, dá a cremosidade necessária aos legumes gratinados e, quando bem temperadinho, rouba a cena e você come até puro.
Já vi algumas variações (em termos de medidas e ingredientes) mas depois de testar algumas delas, achei essa receita daqui perfeita. Vale a pena tomar nota e guardar no caderninho de receitas.

Molho Branco

Ingredientes

  • 400ml de leite
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • 2 colheres de sopa de farinha de trigo
  • 1 folha de louro
  • Noz moscada à gosto
  • Pimenta do reino à gosto

Modo de Preparo

1. Em uma panela, derreta a manteiga em fogo baixo. Acrescente a farinha de trigo e mexa bem. Você vai obter uma espécie de farofa como na foto abaixo, não se assuste.
Molho Branco | A farofa
2. Vá acrescentando o leite à “farofa”. Nessa etapa, é muito importante que você mexa bastante o molho para que ele não empelote. Uma dica: use um batedor de massa ou fouet durante o processo. Seu molho ficará lisinho.
(Obs. Nessa etapa, eu prefiro tirar a panela do fogo para acrescentar o leite aos poucos. Como não está no fogo, não há perigo de embolotar. Depois que a consistência estiver homogênea, volte ao fogo mexendo até começar a ferver novamente, e vá para o próximo passo)
Molho Branco | Lisinho
4. Deixe o molho ferver, sempre mexendo. Acrescente folha de louro, a noz moscada ralada na hora e a pimenta do reino.
5. Não deixe o molho engrossar muito pois quando você apagar o fogo, ele vai engrossar ainda mais. Caso você ache que passou do ponto, acrescente um pouco mais de leite e mexa bastante.
***
Aproveitei pra fazer uma massa colorida com esse molho gostoso. Sempre vale acrescentar outros ingredientes ao molho, como frango, ervilha, champingnon… Dê asas à imaginação!
Massa colorida
Massa colorida com molho branco
***
Ficou com preguiça de anotar no seu caderninho? Como somos muito legais, preparamos um PDF pra você poder baixar e carregar onde quiser! AQUI Ó >> .
Uma dica do site Gordelícias, recebida por e-mail.

terça-feira, 5 de março de 2013

Nova lei seca: “mais rigor, menos violência no trânsito”. Você acredita nessa mentira?


Em todo momento são elaboradas novas leis penais, mas as mortes no trânsito, logo que a fiscalização fraqueja, voltam a aumentar. 

Com 43 mil mortes no trânsito em 2010 (cerca de 46 mil em 2012, consoante projeções do Instituto Avante Brasil), 3º país do mundo em acidentes fatais (passamos EUA e Rússia, assim como toda a União Europeia reunida), é evidente que todos queremos que algo seja feito para nos tirar desse buraco trágico e tanatológico.

Sou favorável à tolerância zero! Concordo que a última reforma da lei seca era necessária! Mas é chegado o momento de dizermos NÃO aos excessos autoritários da sua despótica interpretação, dada pela Resolução 432/13. É correto punir o infrator que bebe e depois dirige. Alguma sanção ele tem que sofrer. Mas o critério quantitativo (a partir de 0,34 mg/L de ar expelido) para distinguir a infração administrativa da criminal é absolutamente inconstitucional, incorreto e aberrante, porque cada pessoa reage de uma maneira frente ao álcool.

O critério generalista é o atalho de que se valem os intérpretes da repressão para se afirmar que estamos diante de um perigo abstrato presumido. Com “x” quantidade de álcool no sangue presume-se a alteração da capacidade psicomotora. Com isso a prisão fica facilitada. O enquadramento como crime de um fato que não passa de infração administrativa mancha o condenado pelo resto da vida, dificultando arrumar emprego bem como passar em concursos públicos.

Além de injusta, imagina-se que é com essa interpretação que serão reduzidas as mortes no trânsito. E o governo ainda divulga isso como algo verdadeiro. Fabrica-se uma nova lei e acredita-se que ela faça mágica! O Poder Político (Executivo e Legislativo), no campo criminal, sempre se comporta como nossos ancestrais, que pintavam os bichos nas cavernas e acreditavam que, com isso, já detinham a posse desses animais. Publica-se uma nova lei no Diário Oficial (versão moderna das paredes das cavernas) e acredita-se que esse conjunto de palavras mal escritas e despoticamente interpretadas possa mudar a realidade!

Quando apareceu o novo Código de Trânsito brasileiro, em 1997, o Datasus já registrava 35.620 mortes no trânsito. Logo que esta lei parou de surtir o efeito desejado, modificou-se o CTB em 2006 e aí já contávamos com 36.367 mortes. Não tendo funcionado bem essa nova lei, veio a Lei Seca de 2008, quando alcançamos o patamar de 38.273 mortes. De 2009 para 2010, logo depois de passada a ressaca da lei seca de 2008, aconteceu o maior aumento de óbitos no trânsito de toda nossa história: 13,96%.

A propaganda enganosa e populista do governo diz: “Mais rigor, menos violência no trânsito”. Os números comprovam essa mentira: houve rigorismo penal em 1997 (quando tínhamos 35.620 mortes), em 2006 (agora já contávamos com 36.367 mortes) e 2008 (quando chegamos a 38.273 mortes).

Depois da Lei Seca alcançamos, em 2010, quase 43 mil mortes. Que eficácia é essa da lei penal nova mais rigorosa? Em todo momento produzimos nova lei penal, mas as mortes, logo que a fiscalização fraqueja, voltam a aumentar.

Até quando vão continuar nos mentindo, imaginando que não sabemos do fracasso das três leis penais anteriores à nova lei seca, todas no sentido do maior rigorismo penal, como solução para o problema da irresponsável necro-política viária brasileira? O que funciona é a fiscalização, não o engodo da lei penal mais dura.

Elaborado em 02/2013

Autor

  • Diretor geral dos cursos de Especialização TeleVirtuais da LFG. Doutor em Direito Penal pela Faculdade de Direito da Universidade Complutense de Madri (2001). Mestre em Direito Penal pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo USP (1989). Professor de Direito Penal e Processo Penal em vários cursos de Pós-Graduação no Brasil e no exterior, dentre eles da Facultad de Derecho de la Universidad Austral, Buenos Aires, Argentina. Professor Honorário da Faculdade de Direito da Universidad Católica de Santa Maria, Arequipa, Peru. Promotor de Justiça em São Paulo (1980-1983). Juiz de Direito em São Paulo (1983-1998). Advogado (1999-2001). Individual expert observer do X Congresso da ONU, em Viena (2000). Membro e Consultor da Delegação brasileira no 10º Período de Sessões da Comissão de Prevenção do Crime e Justiça Penal da ONU, em Viena (2001).

Cometa C/2013 A1 e as incertezas do impacto contra Marte

Novos cálculos do JPL colocam o cometa ainda mais próximo da superfície

Nesta segunda-feira pela manhã o JPL da NASA reduziu ainda mais a distância nominal de aproximação do cometa C/2013 A1.
Até ontem, o JPL calculava em 104 mil km. Hoje, esse valor passou a ser de 52 mil km, concordando com os cálculos feitos pelo astrônomo amador Leonid Elenin, que em 1 de março calculou em 37 mil km o valor da aproximação. A distância mínima ainda permanece em zero km.



Dados da aproximação do cometa C/2014 A1
Clique para ampliar
O órgão também diminuiu a incerteza com relação ao momento do aproximação. A margem de erro passou de 04 horas para 01 hora, centrada às 19h28 UTC do dia 19 de outubro de 2014.



Artigo publicado em 04 mar 2013 - 06h49
Cometa C/2013 A1 e as incertezas do impacto contra Marte
Desde que foi descoberto em janeiro de 2013, diversas especulações passaram a ser feitas sobre o possível impacto do cometa C/2013 A1 contra o planeta Marte. Apesar dos números divergiram bastante sobre a distância de aproximação, todos concordam que o cometa vai passar extremamente perto da superfície marciana.


Cometa C/2013 A1 Siding Spring visto de Marte
Clique para ampliar
Descoberto em 3 de janeiro de 2013 pelo astrônomo amador Robert McNaught, o cometa recebeu a denominação oficial de C/2013 A1 Siding Spring por ter sido descoberto no Siding Spring Observatory, na Austrália. Antes de McNaught, o objeto já tinha sido detectado em 8 de dezembro de 2012 pelo observatório Catalina Sky Survey, da Universidade do Arizona, mas sem que fosse possível determinar sua orbita.

Números e incertezas
Logo no início da descoberta, os primeiros cálculos já mostravam que o cometa cruzaria bem de perto a órbita do Planeta Vermelho, mas as simulações feitas pelo aplicativo do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa, o JPL, eram tão sombrias que a simples especulação sobre o impacto passou a ser vista como uma possibilidade real.
Enquanto o aplicativo gráfico praticamente mostrava o choque entre os dois objetos, os números divulgados no início de fevereiro apresentavam alto grau de incerteza e confirmavam que o cometa passaria entre zero e 900 mil km da superfície, uma distância extremamente pequena.

Dados de aproximação do cometa C/2013 A1
Clique para ampliar
Com base em um maior número de observações, no dia primeiro de março o matemático e astrônomo amador Leonid Elenin divulgou novos números, dessa vez mais impressionantes. Segundo Elenin, o cometa poderá se aproximar a menos de 37 mil km da superfície. Considerando que a coma do cometa terá aproximadamente 100 mil km de diâmetro, o melhor dos cenários coloca o planeta Marte dentro da nuvem carbônica do cometa, com consequências ainda imprevisíveis sobre o ambiente marciano.
Além dos cálculos de Elenin, o aplicativo do JPL também reduziu a distância nominal de aproximação, que passou de 900 mil km para menos de 104 mil km. A distância mínima, entretanto, permanece em zero km. Isso demonstra que a NASA ainda não tem uma estimativa razoável para divulgação, já que em todas as simulações feitas para outros objetos o campo para distância quase nunca apresenta esse valor ou é deixado em branco.
Essa lacuna da distância mínima pode ser explicada pelo fato de que a agência americana ainda não determinou com exatidão o momento da máxima aproximação. De acordo com os dados do aplicativo, a hora da aproximação máxima será às 21h00 UTC do dia 19 de outubro de 2014, com um período de incerteza de 04 horas e 20 minutos. Considerando que o cometa cruzará a órbita marciana a 200 mil km/h (55.9 km/s) e pode cobrir 800 mil km em quatro horas, a determinação do momento exato da aproximação e também da velocidade do cometa são pontos fundamentais para se determinar a altitude da passagem.


Foto do cometa C/2013 A1 Siding Spring
Clique para ampliar
Além dos dados apresentados, medições realizadas em 1 de março de 2013 pelo astrônomo amador eslovaco Tomas Vorobjov também colocam o cometa muito próximo da superfície marciana, com um valor ligeiramente maior que Leonid Elenin: 70 mil km.

Outros dados
De acordo com o programa planetário Stellarium, o momento da máxima aproximação ocorrerá às 00:08 UTC do dia 20, apenas três horas após o valor calculado pelo aplicativo do JPL e dentro da margem de incerteza informada pelo órgão americano.
Mesmo assim, os valores calculados pelo Stellarium para a aproximação mínima divergem dos números do JPL, mas são compatíveis com os primeiros dados divulgados pelo instituto. Pelos cálculos do Stellarium o valor mínimo será de 0.0059 AU, ou seja, aproximadamente 870 mil km de distância.

Mais observações
Até agora, o arco da órbita do cometa C/2013 A1 foi calculado a partir de apenas 74 observações e novas análises precisarão ser feitas para que o shape da elipse possa ser computado com maior precisão, mas apesar das incertezas atuais não há qualquer dúvida que a aproximação entre Marte e o cometa será realmente perigosa.

Consequências
Estima-se que o núcleo de C/2013 A1 tenha entre 8 e 50 km diâmetro. Deslocando-se a 56 km/s em relação ao Planeta Vermelho, o objeto tem energia cinética equivalente a 20 bilhões de megatons de TNT.
Se impactar contra Marte, poderá formar uma cratera com 10 vezes o tamanho do núcleo cometário e injetar no ambiente marciano novos materiais e elementos químicos, com consequências imprevisíveis.
Mesmo que a colisão não aconteça, uma passagem tão próxima poderá provocar alterações, já que o planeta poderá ser envolvido pela gigantesca coma cometária, estimada em mais de 100 mil quilômetros de diâmetro.

Fonte: Apolo11